homem andando na rua com guarda-chuva. atrás dele uma placa escrito HONEST

Google testa ferramenta para promover noticiário local

Lançado no dia 25 de janeiro somente para um público restrito, por enquanto, o Bulletin tem a proposta de promover o noticiário local através de jornalistas regionais e de publicações escritas pelos próprios moradores de determinada comunidade.

Os usuários da ferramenta poderão divulgar eventos, informar, cobrir qualquer tipo de incidente ou acidente que ocorra em sua área, além de enviar fotos e vídeos feitos por eles mesmos.

Até agora, a empresa não informou se e como fará para conter informações e notícias falsas, já que esse é um esforço que a companhia tem feito em meio a tanta polêmica na chamada era da pós-verdade.

A intenção do aplicativo é que, de fato, cada usuário se torne um repórter de notícias locais. No entanto o internauta já tem feito isso há muito tempo através das outras redes sociais, principalmente o Twitter, tão dinâmico desde a sua criação e que, inclusive, já foi palco para várias situações em que as notícias partiram de lá. O principal exemplo é, sem dúvidas, o caso da Primavera Árabe, em 2010, em que toda a mobilização pela queda de ditadores no Oriente Médio e no Norte da África começou a partir de posts no Twitter, de parte da população que não se conformava com a situação que vivia seu país.

Alguns especialistas e sites de tecnologia não acreditam que esta é uma boa aposta da companhia. Não acreditam que conseguirão atrair a atenção e o empenho de pequenos jornais locais ou mesmo competir com outras ferramentas. Além disso, a questão da filtragem das notícias falsas é algo que realmente deixa a desejar.

O Bulletin está em fase de testes, disponível, até agora, apenas para as cidades de Nashville (TN) e Oakland (CA). O Google pretende expandi-lo para os demais estados Norte-Americanos e outros países nas próximas semanas.

E você? Acha que essa ideia vai vingar?